A evolução do E-mail: como o E-mail Marketing mudou ao longo dos anos

Tempo de leitura: 2 Minutos Além do Email

“Não é a espécie mais forte que sobrevive, nem a mais inteligente. Mas sim a que é mais capaz de se adaptar.” – Charles Darwin

O primeiro email foi enviado há 44 anos.

O primeiro e-mail comercial usado para fins de marketing foi enviado em 1978 por Gary Thuerk, o então gerente de marketing da Digital Equipment Corp. Tornando-se a primeira campanha de email marketing do mundo, sua ideia era promover as máquinas da sua empresa para 400 usuários via Arpanet. Foi um evento inovador que fez a Digital Equipment Corp. faturar 13 milhões de dólares em vendas.

Em 1991, a internet se tornou amplamente disponível para os novos sistemas públicos de comunicação que surgiram, incluindo o “Hotmail”. Um serviço gratuito que deu a cada pessoa com um computador o acesso à um novo território inexplorado do marketing. Ainda assim, a adoção e uso do email era uma novidade. Na próxima década, o marketing ainda estava focado no cara-a-cara, no telefone, materiais impressos e sistema postal.

A comunicação via email ainda estava na sua infância. A maioria das pessoas se comunicavam por meio do telefone ou mesmo pessoalmente. É capaz que alguma relíquias dos anos 80 ainda enviam cartas ocasionalmente. Isso começou a mudar um pouco a partir do final desta década.

Em meados da década de 90, as empresas mais passaram a confiar mais na comunicação via email como um complemento às outras formas de comunicação tradicionais. Os comerciantes, no entanto, entenderam rapidamente. Caixas de entrada inundadas com lixos eletrônico resultaram na introdução da Lei de Proteção de Dados em 1998, que exigia que todos os usuários de email marketing incluíssem a opção “opt-out”. O ano de 2003 viu mais uma rodada na legislação de defesa do usuário de email, e a Europa passou a usar suas próprias leis para proteção dos usuários de email.

Quem não se lembra do som do AOL se conectando? Em 1998, quase todo mundo usava AOL – empresas, famílias, estudantes. O AOL serviu como uma ponte ao email para famílias, tornando-o parte do dia-a-dia de todos aqueles com conexão em rede. Mas a AOL fez mais que isso. Em 2004 eles começaram a devolver as informações do usuário para os Serviços Provedores de Email. O Hotmail e o Yahoo rapidamente seguiram o exemplo. Era o início da coleta de dados.

A mudança das tecnologias na década de 2000 com o advento das plataformas sociais e dos smartphones mostrava como as pessoas estavam trocando o modo de se comunicar. Enquanto o email marketing ainda era o principal competidor, ele estava lutando para disputar a atenção em meio às plataformas sociais. Redes sociais e email eram dois mundos diferentes.

O salto evolutivo em e-mail marketing realmente chegou nos últimos cinco anos. O email teve que se adaptar em quatro diferentes formas de modo a espelhar a mudança criativa e social que estava acontecendo digitalmente. O email agora precisava ser bem projetado; ele precisava entender as redes sociais, integrando as estratégias sociais com estratégias de e-mail; ele precisava de inteligência de marketing responsivo e de marketing de proximidade, testes A/B, e segmentação; e precisava ser abrangente, e se adaptar à forma como as pessoas estão se engajando. E isso e muito mais foi feito. De fato, o email se saiu bem com as redes sociais em termos de uso e conversão. Ele agora é adaptável à todas as formas de marketing multimídia. Isso você não pode dizer de nenhuma outra plataforma de marketing.

Você está pronto para interagir com seus clientes de modo mais eficiente?

A Benchmark ajuda você a fazer email marketing de modo prático. Crie um relacionamento contínuo com seus assinantes que conduz a vendas e clientes mais felizes.