Publicações de séries: Além do Email

Marketing Online: 5 erros que sua empresa está cometendo – Parte 1

Marketing Online: 5 erros que sua empresa está cometendo – Parte 1

Além do Email • 14 de dezembro de 2010

Em se tratando de riscos, não há limites de criatividade nem grandes barreiras para ousar em negócios online e expandi-los. Muitas empresas hoje em dia ainda cometem muitos erros que podem ser muito prejudiciais, seja relativo às estratégias de marketing, online branding ou mesmo ao posicionamento de valor. De qualquer forma, existem donos de empresas que não conseguem aproveitar a disposição dos seus clientes para realizar compras e se beneficiar de seus produtos e serviços. Algumas das piores coisas que sua empresa está propensa a fazer: 1. Não focar na gestão da marca Muitas empresas pequenas querem focar em palavras-chave achando que elas irão trazer visibilidade. No entanto, o que elas não percebem é que focar em palavras-chave e não se importar com a gestão da marca é definitivamente um caminho ERRADO no marketing online. É claro, palavras-chave são importantes, mas repare: não é melhor quando as pessoas não precisam procurar palavras-chave e vão diretamente para o seu site sabendo que lá vão encontrar o que desejam? Dica amiga: Ao estabelecer palavras-chave, busque frases que incluam a sua marca. Por exemplo, se sua empresa aluga carros procure usar “aluguel de carro barato na nomedaempresa.com” ou invés de “aluguel de carro barato”, isto é, e incorpore sua marca na sentença. Dessa forma você vai atingir dois coelhos numa cajadada só: você usa palavras-chave, e também a sua marca. 2. Não apresentar um site organizado para seus atuais e possíveis clientes Verdade seja dita: ninguém gosta de entrar em um site ruim, mesmo que forneça um bom serviço. O tempo de permanência em um site (tempo gasto, taxa de rejeição, visualização de páginas) afeta e muito sua classificação, e não só fornecer um espaço online agradável é um enorme desestimulante, independente do que você vende. Portanto, se seu objetivo é perder e afastar clientes, não se preocupe com o design do seu site e encha-o unicamente de anúncios. Dica amiga: FPara o design do seu site use cores que atraiam seu público, e crie uma palheta de cores que seja agradável aos olhos. A KISSmetrics providenciou um excelente infográfico sobre esquema de cores. Em termos de conteúdo, crie algo que realmente valha a pena ser lido. As pessoas gostam de ter pequenas descrições sobre os produtos ou explicações breves do serviço oferecido. Além disso, organize a disposição dos links na sua página, separe categorias diferentes em espaços diferentes, e aproxime conteúdos semelhantes. Invista nessas 2 dicas, e aguarde as próximas!


Ler Mais

O que a integração entre Facebook & WordPress Significa para Blogueiros

Além do Email • 28 de junho de 2009

WordpPress, uma das principais plataformas de blogs, é ideal para os usuários que querem estar no comando de seu próprio site. A plataforma oferece muito mais controle para blogueiros iniciantes e donos de pequenas empresas. Do mesmo modo que o WordPress cresceu, também cresceu o número de seus devotos – todos os que tem sido beneficiado da forte comunidade online que continua a providenciar temas e plugins gratuitos (ou a preços bem razoáveis). O WordPress é uma máquina que está elevando o padrão para seus competidores. Embora não seja perfeito, falta pouco. Praticamente qualquer um pode usar precisando apenas de uma ajudinha para entender alguns pontos chave.. Porém, o WordPress tem algumas limitações. No setor das mídias sociais, o WordPress ainda precisava de plataformas sociais para alcançá-las. Com sorte, o Facebook finalmente alcançou. Este mês, o Facebook anunciou integrações para WordPress.com e WordPress.org. As atualizações facilitam o marketing de conteúdo, permitindo aos usuários criarem seus próprios sites enquanto simultaneamente postam em sua página do Facebook e também na página de sua empresa ou marca. Marqueteiros de conteúdo se alegrarão, especialmente aqueles com campanhas de alcance específicos. As novas atualizações permitem a você destacar os amigos a quem o conteúdo possa ser diretamente mostrado – não é mais necessário ir de página em página postando em linhas do tempo individuais. Os marqueteiros podem usufruir dos novos widgets personalizáveis, como os botões de “curtir” e “inscrever”. As mudanças também ajudam os leitores. Há um rastreador de atividades, para que assim os leitores possam acompanhá-lo de perto. O melhor de tudo, é que há uma caixa para comentários, que permite aos usuários oferecer comentários para seu site e também ao Facebook. Claro, você quer ter um diálogo em sua página do Facebook – porém também reconhece o valor de comentários em seu próprio site. Entretanto, ninguém irá tomar o tempo para postar no dois; eles irão postar onde já estiverem e isso é, no Facebook. Então qual é a motivação para o repentino interesse nos usuários do WordPress? O motivo provavelmente é porque aproximadamente um quarto dos usuários de blogs optam pelo WordPress. Mesmo assim, esse não é motivo suficiente, já que estas estatísticas estão em alta há algum tempo.. Talvez isso tenha algo a ver com o rumo recente do Facebook. Reconhecendo o valor dos meios sociais, eles querem ser os primeiros nessa área. Mesmo com 900 milhões de usuários e mais de 500 bilhões de minutos gastos coletivamente, um líder em mídia social precisa oferecer aos usuários uma experiência muito mais interativa. Tornar a vida dos usuários do WordPress mais fácil já é um bom começo. O Facebook não tem feito as mesmas acomodações para a plataforma, muito popular, Blogger. Isso provavelmente tem muito a ver com o fato de que o Blogger pertence à Google, um arquirrival. O Blogger é também menos avançado, atraindo usuários primeiramente porque é muito simples de usar e tem demonstrado uma incapacidade de evoluir, a partir do estágio primário. Para todos os nossos usuários da Benchmark, se quiser integrar o seu e-mail marketing com sua página do WordPress, confira o popular Plugin do WordPress da Benchmark Email.


Ler Mais
Campanhas de e-mail e newsletters: 4 dicas para um bom texto

Campanhas de e-mail e newsletters: 4 dicas para um bom texto

Além do Email • 24 de junho de 2009

Quando você senta para escrever suas campanhas de e-mail e newsletters você sabe se está apelando para o lado emocional ou racional dos seus clientes? Você escreve em voz passiva ou ativa? Você utiliza técnicas básicas de escrita no marketing que, devido à sua eficiência, sobreviveram o passar dos anos? Se você não consegue responder estas perguntas, você deveria utilizar as 4 dicas abaixo para ter certeza que você está extraindo o melhor do seu e-mail marketing.   Direcione sua escrita aos desejos e necessidades emocionais do seu destinatário. É um fato: pessoas realizam compras com base na emoção, e não em fatos racionais e planilhas. Por exemplo: qual das situações abaixo soa mais convincente para se conseguir vender um sorvete? “Feito com morangos naturais, baixa quantidade de açúcar e de lactose, este sorvete é uma delícia e fácil de digerir.” Ou “Em um dia quente de verão nada melhor do que o sabor doce e cremoso do morango e do creme fresco.” Se você escolheu a segunda, você acertou. Busque na sua redação maneiras para melhorar a vida do seu cliente. Não se preocupe em montar uma lista de fatos pouco interessantes, ao contrário, montre-o como sua vida pode ser mais divertida e simples ao comprar o seu produto.   Faça uso da voz ativa. Usar a voz ativa significa eliminar palavras que tendem a diminuir a intensidade do que você tem a dizer e que tornam seu texto mais passivo. A voz ativa é como ir do ponto A direto ao ponto B, ao invés de passar pelo ponto C no caminho. Por exemplo: Voz Passiva O bilhete comprado permite o ingresso ao trem. O trem, por sua vez, irá levá-lo para Coney Island. Voz Ativa Compre um bilhete e pegue o trem para Coney Island. A segunda frase elimina as palavras que estendem o que você tem a dizer e que não acrescentam informações. Use a voz ativa em suas campanhas de e-mail e nas newsletters para manter seu cliente interessado. Quer mais um ponto positivo? Você também economizará espaço.   Defina o perfil de seu público alvo e escreva para ele Nem todos os destinatários são iguais, mas a maioria deles em qualquer lista possui características em comum. Faça uma lista destes atributos e escreva de uma maneira a atingir todos eles. Aqui vão alguns exemplos de possíveis atributos: Prático Prudente Atarefado Esperto Sábio Seus e-mails vão chamar mais atenção e gerar mais dinheiro se você escrever para o perfil dos seus clientes. Se você aproveitar essa habilidade, você certamente notará uma vantagem nas vendas.   Economize palavras. Para praticar a economia de palavras, escreva sua redação e analise-a de modo geral. Você pode eliminar determinadas palavras e ainda assim preservar o objetivo da mensagem? Você pode reorganizar frases para economizar espaço e tempo? Você está demorando para ir direto ao ponto? Tenha estas questões em mente quando escrever sua campanha. Faça uma revisão do seu texto com estas perguntas na cabeça. Faça alterações em seu texto para torná-lo mais objetivo e então você terá retorno dos seus investimentos e notará vantagens nas vendas.


Ler Mais
Frequência de E-mail Marketing: Envio Regular

Frequência de E-mail Marketing: Envio Regular

Além do Email • 11 de junho de 2009

A maioria dos especialistas de email marketing avisam contra o envio com muita freqüência ou mesmo muito raramente. Mas poucos se referem ao conceito básico da consistência em suas campanhas de email marketing. Em outras palavras, não enviar em uma base regular é o mesmo que enviar com muita frequência ou raramente. Imagine o e-mail marketing como um novo relacionamento entre duas pessoas. Se você ver a outra pessoa regularmente, você terá uma evolução no relacionamento. Você constrõe a confiança. As coisas sentem mais natural e normal. Mas se você a visitar duas vezes em uma semana, mas não aparece nos próximos dois meses, as coisas vão ficar um pouco estranhas, distantes. E é exatamente o mesmo com seus destinatários do e-mail de marketing. Então, como é que você faz? Como cria um plano que te dá segurança em enviar à uma base regular de envios? Temos algumas dicas para você, continue lendo: 1. Crie um calendário editorial Calendários editoriais são o que os editores e escritores de revistas usam para acompanhar o que estão fazendo meses ou semanas a frente. Como um marketeiro de email, você deve criar o mesmo tipo de calendário. Marque os dias em que pretende enviar seus emails. Agora, tente imaginar qual será o foco das suas mensagens nestes dias. Por exemplo, suponha que você tem uma papelaria. Você não sabe exatamente o que estará fazendo daqui a seis meses, porém provavelmente deve saber que passará por temporadas de casamentos, carnaval, páscoa e até mesmo de formaturas. Agende em seu calendário e terá sempre em mente quando precisa reunir as informações necessárias sobre o assunto para o seu email inclusive as imagens necessárias. 2. Aponte um guardião do boletim de notícias Gerir um negócio leva muito tempo, é por isso que muitos donos ou gerentes de empresas tem a tendencia de  colocar os boletins de notícias (newsletters) da empresa nas mãos de qualquer um que estiver menos ocupado no momento.  Mas ao não colocar seu boletim nas mãos de uma mesma pessoa a todos os momentos, você não somente estará lançando um produto diferente a cada email, como também estará aumentando as chances de que seu email seja enviado com irregularidade. Para combater este cenário, faça com que seu email seja a responsabilidade de somente uma pessoa. Deixe a pessoa passar por todo o processo do começo ao fim. Não somente essa pessoa fará com que seja enviado na hora certa, mas também terá certeza de que todos entreguem o que for preciso dentro do prazo certo (images, itinerários, informativos do produto, etc.) muito tempo antes que a campanha de email seja realmente enviada. 3. Tenha cópias sempre em mãos Comece a compilar uma cópia para seus boletins que podem ser usados a qualquer momento. Esta cópia pode incluir dicas em como usar um produto, ou até mesmo uma lista de ‘como fazer/usar’ que ajudam os destinatários a poupar tempo e dinheiro. A chave desta cópia é tê-la pronta para inseri-la quando estiver com pouco tempo e ainda precisa preencher espaço em sua campanha de email ou boletin de notícias da empresa. Então, como crio esta cópia? Todo dia, crie uma tarefa para si próprio. Pense emu ma dica em como poupar dinheiro, um fato ‘você sabia?’ sobre sua empresa, ou pode ser até uma maneira de os consumidores usarem algum produto ou serviço que eles talvez não tenham ouvido falar, previamente. Junte essas coisas e em um mês você terá pelo menos três ou quatro folhas de artigos ou dicas que poderá usar quando lhe aprouver. 4. Crie departamentos de emails customizados ou boletins de noticias Quebre sua newsletter ou email em seções. Sobre o que escreve todas as vezes? Novos recursos? Novidades gerais da indústria? Dicas? Quando tiver uma noção do que tem feito todas as vezes, você pode ajustar seu template de acordo, para que tudo o que precisar fazer ser jogar na seção apropriada o texto ou imagem focados no assunto especifico. A chave para este exercício é não reinventar a roda, mas inventar um sistema que o ajude a seguir o cronograma. Como um marketeiro de email, você quer uma rotina com a qual pode seguir, o tempo todo, mesmo até nas horas mais ocupadas do ano. Ao colocar essas medidas no lugar, você saberá adiantadamente quanto tempo precisará dedicar a cada newsletter, e exatamente o que é necessário tanto em texto quanto em imagem para manter suas campanhas no cronograma. Além de poder usar o recurso de agendamento de email, para que ele seja enviado na data que quiser. Aqui na Benchmark Email temos este recurso, conheça um pouco mais!


Ler Mais
1 23 24 25 26