A resposta mais honesta (e que pode dar até raiva) para quase todas as questões de marketing é: “Depende”.


Isso acontece porque não há uma única resposta certa quando se trata de marketing. O que funciona para um negócio não necessariamente funcionará para outro.

Os clientes e o público-alvo podem ser bem diferentes. Mesmo dentro de sua própria audiência, fatores como região e idade podem afetar a forma como alguém reagirá às suas campanhas de email marketing.


Existem muitas variáveis ​​que entram em jogo com cada campanha de email e muitas vezes nos perguntamos se estamos fazendo o melhor que poderíamos. O seu email marketing está se conectando com seus assinantes, clientes e potenciais?

O que Acontece em Las Vegas…

Nos últimos dois anos, tivemos a sorte de comparecer ao MarketingSherpa Summit em Las Vegas. Aprendemos muitas coisas, mas um ponto que se destacou especialmente veio do fundador e managing director da MECLABS, Flint McGlaughlin:

“Não existe algo como um ‘expert’ em marketing. O que existem são pessoas que tem muita experiência em marketing. ”

Você pode achar que tem todas as respostas, mas na verdade, todos estamos brincando de adivinhação.

No final do dia, todos temos uma oferta única e precisamos encontrar uma maneira de nos conectar em um nível pessoal com os nossos principais clientes.

Uma Resposta Verdadeira

Percebemos um padrão no MarketingSherpa, uma resposta mais precisa do que “depende”.

A resposta é testar.

De pequenas empresas à corporações internacionais, nenhuma delas encontrou as respostas que procuravam sem testar.


Os testes variaram desde formulários de inscrição, cópias de emails e até o número de etapas necessárias para estabelecer confiança entre uma marca e seus inscritos.

O mais importante é entender que testar é a melhor resposta quando falamos de marketing.

Consumer Reports Impulsiona Doações com Testes A/B

Na MarketingSherpa Summit 2016, nós participamos do que Austin McCraw, diretor sênior de produção de conteúdo da MECLABS, chamou de “o maior teste A/B colaborativo do planeta”, feito especialmente para a Consumer Reports.

O objetivo era ajudar a aumentar as doações para a Consumer Reports através de testes e, com muita esperança, melhorar as campanhas de email que eles enviam para estes fins.

Primeiro, a platéia foi consultada em várias propostas. O primeiro conjunto de testes foi executado com base nas mais votadas pela platéia.

Em seguida, votamos em vários tratamentos de email para a campanha. Testes foram executados em cada um deles. Ao longo dos testes, aprendemos sobre algumas coisas que não funcionaram… e, finalmente, o que de fato dava certo.

Isso mesmo. No final do evento de dois dias, ajudamos a Consumer Reports a aumentar a receita por doação em 32%!

Aumente suas Taxas de Abertura com os Testes A/B

O Apollo Education Group é a empresa-mãe da Universidade de Phoenix e muito mais. Eles não conseguiam executar testes A/B porque usavam ferramentas antigas e desatualizadas. Eles atualizaram os seus sistemas e logo descobriram o quão fácil efetuar esses tipos de testes pode ser.

Os primeiros testes que eles fizeram foram de itens mais simples, como linhas de assunto e nomes. Eles ficaram impressionados com os resultados após os testes de “Nome de Remetente”.

A partir daí, o grupo realizou testes A/B na colocação dos links para desinscrever-se no topo ou no final de suas campanhas. Eles continuaram a partir daí, fazendo reuniões para observar resultados e obter uma compreensão do que foi bem sucedido.

Falando em sucesso, o grupo teve:

  • Um aumento de 39% em taxas de aberturas graças aos testes de nome de remetente.
  • Um aumento de 58% de cliques graças aos testes de templates.
  • E, ao incluir um nome na pré visualização do email, cresceram a taxa de abertura em 9%.

MVMT Watches Vê Mudanças Na receita

Entre muitos outros testes, a MVMT Watches executou Testes A /B sobre o comprimento e o conteúdo de seus emails. Esse processo permitiu que eles enviassem versões para pequenas amostras de sua lista de email. Então, a campanha vencedora foi enviada para o restante da lista. Ao executar testes A/B, além de testar para otimizar seus e-mails e frequência de envio, eles conseguiram um aumento na receita de 105%!

Como você pode ver, cada uma dessas empresas teve ideias diferentes sobre o que poderia trazer sucesso. Somente através de testes, eles conseguiram ver o que de fato funcionava.


Algumas estratégias podem parecer contra intuitivas ou mesmo impossíveis, mas nunca podemos saber com certeza até testar. Ao fazer as perguntas certas, executar testes e analisar os dados, essas empresas conseguiram obter as respostas que buscavam. Eles criaram os testes adequados e melhoraram seus resultados.

Não Confie Somente no seu Instinto

Então, quando chegar a hora de enviar sua próxima campanha de email marketing, não confie apenas nos seus instintos. Olhe para os dados. Lembre-se, não há especialistas em marketing. Em vez disso, você pode se tornar uma pessoa com experiência executando testes e aprendendo o que dará certo com seus assinantes, clientes e leads.

Coloque tudo o que você faz para testar. Com a Benchmark Email, você pode testar linhas de assunto, nomes de remetente e até mesmo campanhas de email inteiras.

Eu disse muitas vezes. Usar o teste A/B é como ter sua própria bola de cristal. Ele permite que você veja como seus assinantes, clientes e leads vão se envolver com suas campanhas de email. Dessa forma, você sempre saberá quais das suas ideias possuirão um melhor desempenho.

Agora é a sua Vez

Quando você vai executar um teste A/B em suas próprias campanhas, tenha cuidado para não testar muitas variáveis ​​ao mesmo tempo. Você precisa identificar qual mudança foi bem sucedida.

Faça um teste por vez. Estabeleça sua meta e teste uma ideia por vez para descobrir como alcançá-la de maneira mais eficaz.

Se sua taxa de abertura estiver baixa, tente testar os elementos que podem ajudar a melhorar isso. Se você quiser melhorar o engajamento com seus clientes, então concentre-se nestes itens.

Aqui estão alguns testes A/B que você pode começar a fazer agora mesmo:

  • Linha de Assunto ou Nome de Remetente: Ajuda a melhorar sua taxa de abertura;
  • Título Principal: Pode te ajudar a melhorar o engajamento com seus clientes;
  • Links ou Botões: Veja quais CTAs (Call-to-Action ou Chamadas à Ação) melhoram sua taxa de cliques;
  • Conteúdo: Testar seu conteúdo pode te ajudar tanto com o engajamento quanto com os cliques.

Compartilhe sua Experiência:

Compartilhe conosco o que tentou fazer. Se você já executou testes A/B ou fizer um depois de ler esta publicação, queremos ouvir sobre suas experiências. Nos diga o que aprendeu nos comentários abaixo.

Você está pronto para interagir com seus clientes de modo mais eficiente?

A Benchmark ajuda você a fazer email marketing de modo prático. Crie um relacionamento contínuo com seus assinantes que conduz a vendas e clientes mais felizes.

Content & Social Networking Manager

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of
josé
josé

Depois que iniciei os testes A/B minhas campanhas se tornaram muito mais assertivas pois sei o que realmente funciona. Acredito que esse tipo de teste seja algo “obrigatório” para todos que desejam criar grandes campanhas de marketing!
neste blog: http://trafegodeafiliado.com.br tem um conteúdo complementar a este sobre marketing e vendas, espero que ajude