Tags: Email Marketing

Como posso melhorar a taxa de cliques (CTR) dos meus emails?

Como posso melhorar a taxa de cliques (CTR) dos meus emails?

Marketing na Prática • 4 de novembro de 2016

O primeiro passo na busca de aumentar a taxa de cliques (CTR) de seus emails é segmentar apropriadamente sua(s) lista(s). Como mencionado no meu post anterior, em como aumentar o ROI esperado de email marketing, enviar emails para as pessoas certas pode ajudá-lo a solidificar seus números e adquirir dados mais precisos sobre seus assinantes. Uma vez que esteja enviando para as pessoas interessadas, vide abaixo seis dicas para ajudá-lo a obter a maior taxa de clique. 1. Direto ao ponto - chamada à ação (CTA) Seja claro e direto em seus emails. Quando um assinante abrir seu email, quanto mais rápido ele o entender, mais provável será seu engajamento. Isto significa que não adianta escrever um email de 12 páginas, basta focar em um produto ou pelo menos suportar um tema específico. O leitor se sentirá sobrecarregado se procurar vender múltiplos produtos de uma vez só em um único email. Por exemplo, se você tem uma loja de sapatos, e tem diferentes tipos de sapatos em promoção (ex: social, esporte, casual, etc.), pode criar um email focado para cada tipo e enviar para o segmento da sua lista que estaria mais inclinado a comprar aquele tipo de sapato. Oferecer menos opções permite ao seu assinante tomar decisões mais facilmente. Marqueteiros que fizeram isto no passado viram seu CTR dobrar. Não tenha medo de ser específico. Ao fazer isto, aprenderá muito mais sobre seus assinantes. Há muito mais para aprender sobre alguém que não clicou em um email focado do que o que não clicou em um email que oferece todos os seus produtos. Se oferecer todos os seus produtos, eles podem não clicar simplesmente porque o email estava muito cheio. 2. CTA Visível Assim que abrir seu email, a oferta ou CTA deve estar visível. Isto significa que deve testar abrir seu email em computadores e dispositivos móveis para garantir que essas áreas estão acima da dobra. Enquanto o assinante passa o olho sobre seu email, ele deve enxergar algo que chama sua atenção. Também recomendo ter múltiplas CTAs ao longo do email, certificando-se de que estão visíveis. Utilize a opção de botão para realmente destacar sua CTA! Recomendo ter ao menos uma CTA logo no início do email e uma no final. Imagine que esteja vendendo mochilas e tem uma oferta especial para um novo modelo. Este email poderia destacar a mochila logo no topo do email com uma chamada à ação. Ao ler o email mais adiante, poderá apontar características específicas com uma CTA ao lado de cada característica. Isto irá aumentar a chance de obter um clique, já que assim que uma característica chame a atenção do assinante, ele terá fácil acesso ao botão para realizar a compra. Ademais, isto o ajudará a entender o que os contatos mais gostam em seu novo produto ao analisar qual característica recebeu mais cliques. 3. Torne seus emails mais sociáveis Acredito que todos nós já saibamos disso, mas não custa lembrar: tenha sempre opções de compartilhamento social em seus emails! Seus assinantes estão em diversos canais sociais, então permita que compartilhem seu conteúdo neles. Mesmo que seja apenas o botão de “like”, ao clicarem nele, seus amigos terão acesso a esta informação, o que pode despertar a curiosidade neles e ainda mais compartilhamentos, até que antes que perceba, estará sem estoque! Bem, talvez tenha sido um exagero, mas veja como o compartilhamento social deu certo para empresas como Dollar Shave Club ou Poo-Pourri. Você não saberá até que tente. 4. Ofertas locais Empresas devem ter em mente que o cliente, caso tenha a opção, prefere comprar de uma loja local (mesmo que seja online) por dar a ele uma sensação de alcance. No caso de algo dar errado, sentem que uma loja local estará muito mais apta a corrigir o erro. Caso tenham muitas lojas, enviem para seus assinantes localmente e assegure-se de que eles compartilhem esse orgulho local! Isto vai aumentar o engajamento e também lealdade à marca. 5. Urgência Quando se trata de cliques, urgência funciona muito bem. Se o assinante tiver um mês inteiro para clicar em uma promoção, provavelmente vai se esquecer sobre ela. Emails que utilizam corretamente esta sensibilidade ao tempo conseguem separar adequadamente os compradores certos. Às vezes vejo empresas que enviam emails com senso de urgência que contém descontos. Se o primeiro email falhar, um email é enviado em seguida com um desconto ainda mais agressivo. Tenha cuidado ao fazer isto, já que não quer criar o hábito em seu assinante de sempre esperar pelo “próximo email” com o desconto maior. 6. Para blogueiros, não entregue tudo no primeiro encontro De certa forma, email é bem parecido com namoro. Primeiro deve testar as águas antes de entrar com tudo. E, acredite, seu assinante pensa a mesma coisa. Neste caso, certifique-se de definir um caminho claro a respeito do porquê está enviando emails para seus assinantes. A idéia principal é levá-los para sua página, certo? Se oferecer todo o conteúdo de seu blog no email, não haverá motivo para acessar seu website. Crie um email com resumos de seus posts da semana/mês e adicione chamadas à ação para continuar a ler. Assim como para a venda de produtos, isto dará uma melhor idéia sobre quais são os blogs que interessam mais aos seus assinantes. Isto também manterá seus emails mais simples e fáceis de ler. Espero que estas 6 dicas o ajudem na sua taxa de cliques! Por favor, fiquem à vontade para postar perguntas ou comentários abaixo sobre as experiências que tem tido com sua taxa de cliques.


Ler Mais
Como posso manter meus contatos engajados com meus emails?

Como posso manter meus contatos engajados com meus emails?

Marketing na Prática • 2 de novembro de 2016

Consideramos tanta coisa ao planejar uma campanha de email marketing de sucesso. Elaborar o conteúdo perfeito, desenhar o template, colocar os CTAs nos lugares certos. Mas o que significa sucesso para você? Seria abertura de emails? Sua taxa de cliques é mais importante? Alguma outra coisa? Seja o que for, é algo que ajuda a impulsionar o lucro e permite-lhe desfrutar do ROI que o email marketing oferece. Assim sendo, como manter seus contatos engajados para alcançar seu objetivo Limite cada campanha a apenas uma meta Saiba o que quer alcançar com cada campanha de email que enviar e certifique-se de que tudo o que incluir no email seja direcionado para aquela meta. Se puser muita informação em cada email que enviar, seus assinantes vão se distrair do seu objetivo. Se têm somente uma coisa em que focar, saberão exatamente como você quer que se engajem com seus emails. Tente uma pequena pesquisa Pedir sugestões a seus assinantes é uma excelente maneira de engajá-los. Poder ser tão simples quanto uma questão perguntando quão satisfeitos estão com seu produto ou serviço, ou qual seria a probabilidade de recomendarem seu negócio para um amigo. Qualquer tipo de informação que obtiver de seus contatos será de grande valia para você, criando engajamentos importantes com suas campanhas de email. Preste atenção aos relatórios Ações falam mais alto que palavras, e as ações de seus assinantes lhe dirão exatamente como mantê-los engajados com seus emails. Concentre-se no relatório de email marketing, no conteúdo que obtiver o maior número de cliques e nos assuntos de emails que trazem o maior número de aberturas dos mesmos. Ao fazer isso, deverá manter seus níveis de engajamento, se não melhorá-los.


Ler Mais
Como posso melhorar minha entrega de emails?

Como posso melhorar minha entrega de emails?

Marketing na Prática • 31 de outubro de 2016

Ao se inscrever em um serviço de email marketing, você acaba eliminando muitos aspectos técnicos de enviar emails para seus assinantes. A despeito do tipo de serviço a que se inscrever, ele não pode garantir que o email seja entregue com 100% de certeza. Devido à existência de inúmeras variáveis tanto no lado técnico quanto no lado do remetente, 100% de entrega é quase impossível de ser alcançada. Portanto, a grande questão é, como posso melhorar minha entrega de emails? A entrega de email é um processo complexo, que leva muitos testes e controles da parte do remetente. Quando se inscreve para um serviço como o Benchmark Email, ou serviços similares, os próprios serviços cuidam de alguns aspectos técnicos de envio, tais como pontuação de envio, autenticação, ciclo de feedback, entre outros. Existem muitas coisas no lado do remetente que podem ajudar a melhorar e entrega de email. Checar a pontuação de envio é importante. Sei que mencionei anteriormente que prestadores de serviço checam isso, o que permanece verdade. Serviços básicos fornecerão endereços de IP que poderão ser compartilhados com outros usuários do mesmo nível de serviço, e a pontuação é gerida pelo próprio serviço. Isto pode variar de diferentes maneiras dependendo do serviço. Endereços de IP dedicados, ou remetentes usando sua própria tecnologia, devem checar isto regularmente. Pode checar sua pontuação de envio com o programa Return Path, que mede as pontuações pelo seu histórico de email. O desempenho de seus emails é crucial para sua pontuação de envio, o que nos leva ao próximo tópico, que é sua lista. Sua lista de contatos é o recurso mais importante dentro do email marketing. Não é somente o número de contatos que possui, mas sim o engajamento deles é o que realmente importa. Sabemos que a pontuação de envio depende no desempenho de seus emails, então faz sentido começar com seus assinantes. Ter contatos que não recebem ou não abrem os emails é como um câncer para sua lista. Eles diminuem sua pontuação de envio até que pare de enviar emails a eles. Uma vez que sua lista estiver limpa de tais contatos, busque filtrar aqueles que não se engajam com seus emails. Formulários de inscrição são uma excelente forma de identificar os assinantes que fazem parte da lista apenas por causa de algum prêmio ou concurso, por exemplo. Tendo filtrado a lista, os contatos devem ser segmentados para receber emails diária, semanal ou mensalmente; manter uma comunicação regular é muito importante. Esta dica é para aqueles usuários que compram endereços de IP dedicados ou até mesmo que possuem sua própria tecnologia para enviar emails. Quando compra um endereço de IP novo ou começa do zero, é importante enviar emails gradualmente. Isto é importante já que endereços de IP novos ainda não tem uma reputação estabelecida. Assim como em uma corrida de carro, precisa dar algumas voltas antes da corrida iniciar. Comece a enviar emails a seus contatos de pouco a pouco. Uma vez construída sua reputação, pode enviar emails mais regularmente. Se os emails começarem a ser rejeitados ou diferidos, você provavelmente deve desacelerar os envios já que os servidores podem estar rejeitando os emails por serem rápidos demais. Isto pode ser visto como log de rejeições. Por último, mas não menos importante, é a utilização do Sender Policy Framework, ou mais comumente conhecida como registro SPF. O registro SPF afirma que tal servidor de email ou endereço de IP estará enviando emails no lugar de outro domínio. Isto é muito útil caso esteja usando um serviço para enviar seus emails. Alguns serviços podem não mencionar isto, enquanto outros o requerem. É difícil completar já que envolve tanto seu website quanto o servidor DNS. Ao fazer isto, ele autoriza os servidores de email de seu prestador de serviço a enviar emails em lugar de seu domínio. Se tiver dificuldades em publicar um registro SPF, fale com seu webmaster ou o serviço de hospedagem de seu site, como o GoDaddy.


Ler Mais
Como aumentar o retorno sobre o investimento esperado do Email Marketing?

Como aumentar o retorno sobre o investimento esperado do Email Marketing?

Marketing na Prática • 10 de outubro de 2016

Muitos falam sobre o ROI em email marketing sendo $40 para cada $1 gasto. Embora eu adore esta estatística e acredite que muitos podem conseguir ainda mais do que isso, é importante entender como seu email marketing está sendo usado antes de definir as expectativas. Abaixo estão alguns exemplos de como o email marketing pode ser usado em seu negócio e o que procurar ao tentar aumentar o retorno sobre o investimento de seus esforços com email marketing. Para Vendas Quando se trata de criar emails promocionais ou de vendas, os números são bastante simples, certo? Quanto custou para criar e enviar o email contra quanto dinheiro ele gerou? Se sua empresa faz negócios diariamente pode até ser mais fácil chegar em um número. No entanto, quando se trata dos hábitos dos consumidores atuais, esta visão em preto e branco pode não ser tão simples assim. Segue abaixo algumas dicas para tentar aumentar o retorno sobre o investimento esperado na sua próxima promoção: Você está enviando para as pessoas certas? Muitas empresas carecem de segmentação em suas estratégias de email marketing. Se procurar enviar a todas as pessoas que puder, pode acabar se desiludindo com os resultados, já que é importante saber que nem todos os seus assinantes são compradores (ainda). O que quero dizer com isso é que algumas pessoas podem não ter a necessidade de seu produto naquele momento ou então eles podem ter se tornado assinantes apenas porque você tem um excelente blog e eles gostariam de obter atualizações de suas postagens. É importante tentar segmentar seus assinantes com base em comportamentos e no motivo de eles terem se inscrito. Por exemplo, faça uma lista para as pessoas que se inscreverem nas páginas do seu blog e outra lista para quem se inscrever a partir da sua página de preços. Este deve ser o primeiro passo na configuração do seu próximo email promocional: segmente suas listas. Para as pessoas que não estão em sua categoria de compras, você pode enviar-lhes mais um email de \"aquecimento\" para atraí-los a essa categoria. Quais são os pontos de venda? Alguns dias atrás falei com um amigo que teve problemas com um produto que estava tentando promover. Eles segmentaram sua lista e prepararam 3 emails diferentes para promover seu novo produto. Todos os emails continham a mesma informação e estavam apontando para a mesma página de destino. O problema disso é a redundância. Caso tenha a idéia de preparar uma série de emails, espero que também tenha um bom motivo para isso. As pessoas recebem muitos emails, portanto enviar muitos emails com a mesma informação só decepcionará seus assinantes. Se quiser enviar uma série de emails para promover um produto, certifique-se de encontrar bons motivos para enviar essa série. Você está se concentrando em diferentes pontos de venda? Quão urgente é sua chamada? Se seu primeiro email não obteve o resultado esperado, quais melhorias você pode fazer no próximo? Esta é também uma oportunidade perfeita para aprender mais sobre seus assinantes. Ter diferentes pontos de venda lhe dará informações sobre os interesses de seus assinantes. Por exemplo: se você estiver vendendo computadores, você pode enviar 3 emails diferentes que se concentram em computadores para jogos, escola e trabalho. Isso irá ajudá-lo a segmentar mais ainda seus assinantes, a fim de aumentar sua taxa de engajamento mais tarde. Seu processo de compra flui bem? É fácil para o seu assinante entender e comprar o produto ou serviço que você está promovendo? Já vi casos em que as empresas têm regras complicadas ou simplesmente não têm um processo fácil para se realizar uma compra. Neste último caso, o erro mais comum que vejo começa com um email que promove algo, onde a chamada para a ação leva o assinante apenas para sua página inicial. É importante usar páginas de destino para manter o fluxo da venda. O uso de páginas de destino permite que você se concentre na promoção e obtenha comentários específicos para melhorar sua próxima promoção. Se você leva os assinantes apenas para sua página inicial, eles podem se distrair com outras áreas do seu site e perder totalmente o motivo pelo qual eles chegaram ao seu site inicialmente. No que diz respeito a fornecer passos fáceis de seguir a fim de resgatar a promoção, certifique-se de usar seus canais corretamente. Muitas vezes, empresas tentam incluir toda a informação disponível no corpo do email. Lembre-se que você tem menos de 3 segundos para convencer e intrigar o leitor a clicar na chamada para a ação. Uma vez que ele esteja na página de destino, você terá mais espaço para explicar as etapas ou regras para se qualificar. Pense no seu email como a porta de entrada para a promoção e não a promoção em si. Avaliar. Qual é o objetivo? Neste último ponto, quero lembrar a todos os profissionais de email marketing que avaliem o que fizerem. É fácil se perder com a idéia de enviar emails e empurrar as pessoas para as páginas de destino. Se os seus resultados estão focados apenas em olhar os números de vendas, você não saberá o motivo de estarem subindo ou descendo. Caso seus esforços de marketing incluam estratégias multicanal, assegure-se de estabelecer marcos específicos e metas a alcançar que se refiram exclusivamente aos esforços por email e faça o mesmo para os outros canais envolvidos, lembrando de sempre mantê-los separados. Isso o ajudará a entender o verdadeiro valor do email marketing. Se o objetivo não for atingido, os marcos devem ajudá-lo a entender como melhorar sua próxima campanha. Lições chave: Dividir e conquistar Estas são sugestões que qualquer profissional de email marketing pode seguir e implementar com suas próprias estratégias. Atualmente, seus clientes estão passando e se inscrevendo em muitos de seus canais: seu site, emails, mídias sociais, etc. Certifique-se de definir caminhos claros para cada um, medir por etapas e manter o foco! Misturar tudo só vai deixá-lo mais confuso e trará desânimo a você e sua equipe.


Ler Mais
Por que era necessário termos um processo para o Design de Emails

Por que era necessário termos um processo para o Design de Emails

Produto & Design • 24 de agosto de 2016

Até pouco tempo atrás, tínhamos apenas uma equipe de design responsável por todo o design da Benchmark. Isso significava que a mesma equipe que estava criando os produtos e desenvolvendo os novos recursos também era responsável pelo marketing, criação e manutenção de nosso branding. Me lembro de um dia em que nosso time estava desenhando um email para promover um novo recurso que íamos lançar. Com nenhum processo de design e um desejo de manter uma certa consistência, nós passamos mais de uma hora pesquisando nos emails anteriores o valor certo do código para a cor cinza que usávamos no passado. Aí ficou muito claro que nós tínhamos um problema. Contudo, encontrar uma solução demorou um pouco que foi quando há seis meses a Benchmark decidiu dividir as responsabilidades de nosso único time de design com uma equipe recém formada de marketing e design. No passado, como uma equipe única de design, criar templates de email para nosso departamento da empresa era difícil. Cada email tinha um propósito específico ou necessidade, e isso fazia com que nosso time começasse todos os modelos do zero. Se o departamento de marketing quisesse um email de última hora, nunca havia tempo suficiente para criar um de boa qualidade. Como pode imaginar, gastamos muito tempo tentando manter uma certa consistência em nossos designs sem um processo padrão, e nos encontrávamos, muitas vezes, frustrados e confusos. E essas mesmas inconsistências no design eram multiplicadas por toda a empresa com emails sendo enviados em nove idiomas diferentes a partir dos escritórios da Benchmark mundialmente. Com esta mudança de ter uma equipe de marketing e design inteiramente dedicada a tomar posse do design de templates dos emails, reconhecemos que um processo precisava ser criado. De outra forma, nossa experiência com as frustrações, falta de tempo, branding mal posicionado e ter que voltar aos velhos emails para encontrar alguma consistência não só continuaria como seria também amplificado. Para estes problemas, queríamos criar um processo de design modular que ajudaria a solucionar problemas de inconsistência e falta de tempo. Nós fizemos um inventário de todos os emails que foram enviados no último ano pelos nossos times da Benchmark, incluindo aqueles de nossos escritórios internacionais, e os organizamos por idioma e propósito para entender as necessidades específicas que cada escritório possuía e que tipos de emails cada região estava enviando. Algumas regiões estavam mais focadas em educar os clientes, enquanto outras mais focadas nos eventos e parcerias. As necessidades de marketing era diferente em cada região. O importante aqui era criar soluções que incluiriam todos os nossos escritórios e não supor que as necessidades de marketing de uma região seriam as mesmas para todas as outras. Anotamos todos os emails que vimos repetir para ter uma ideia das peças modulares que talvez precisaríamos criar, como por exemplo: newsletters semanais/mensais, promoções, convites à webinários, anúncios de produtos, emails automatizados do sistema e até mesmo os emails pessoais dos donos da empresa. Em seguida, documentamos os estilos de cada seção. Descobrimos que tínhamos inúmeros estilos diferentes sendo usados para cabeçalhos, blocos de conteúdo, tipografia, botões das mídias sociais, informações de contato, estilo de imagens, entre outras coisas. Após termos documentado tudo, fomos capazes de criar estilos unificados para cada um dos casos de uso. Algumas coisas que estávamos considerando ao fazer isso era nosso branding atual, estar ciente de todos os outros idiomas e o que era apropriado para cada um eles, estilos móveis (são vistos pelo celular), legibilidade e estética. Foi necessário que revirássemos por tudo que já havíamos feito e criássemos um padrão de apelo estético para nossos clientes. Outra coisa que foi preciso fazer foi criar e encontrar uma estratégia para as imagens e o que precisávamos fazer para elas, já que elas podem mudar drasticamente o visual de um email. Para manter a consistência, criamos um Guia e o repassamos para nossa equipe internacional de designers e para nossa equipe de marketing. Também colaboramos com a equipe de marketing para assegurar que as metas fossem alinhadas e tudo conversado. Nosso desafio final era o de colocar em prática este novo sistema à nível nacional e internacional. Conseguimos fazê-lo facilmente através de nossa plataforma de email. Configuramos nosso sistema de design como uma conta mestre e colocamos cada escritório como uma subconta desta conta principal. Usando o recurso de enviar os modelos de emails para as subcontas, nós pudemos atualizar facilmente nossas equipes com o novo design. Anteriormente, cada conta criava a sua própria newsletter em suas próprias contas separadas. Agora, ao ficar abaixo de uma conta só, todos têm acesso aos modelos de email que foram desenhados para cada ocasião específica e isso ajuda a manter o padrão. Eu aprendi que é mais fácil pensar em tudo como um todo e criar e gerenciar um sistema do que desenhar algo específico para cada problema individualmente. A chave, contudo, não é apenas criar algo e esquecê-lo. Deve-se usá-la e revisitá-la de forma a fazer ajustes, seguidos de uma atualização constante à documentação para continuar a mantes nossos padrões e consistência. Isto não é algo que nós já sabemos por completo, mas é um processo contínuo de aprendizado e crescimento. Nós usamos nosso próprio editor para desenhar todos os nossos emails. Fizemos isto para que fosse um processo mais fácil para gerentes de conteúdo locais e regionais. Idealmente iríamos fazer tudo em códigos para ter mais controle e para poder atualizar os padrões com mais agilidade. Porém, usar nosso próprio designer de emails se pareceu mais simples e nos deu uma oportunidade de usar nosso próprio produto e observar quão fácil é usá-lo. A informação é útil e quem dera eu tivesse toda a solução já em detalhes quando entrei aqui nessa jornada. De fato, fez uma grande diferença para nós. Demoramos para encontrar a solução ideal, mas valeu a pena. Então se pudermos, de alguma forma, ajudar nossos usuários também… sentimos que seria importante compartilhar nosso processo. Faça bom proveito!


Ler Mais
Introduzindo nossa Nova Automação por Aberturas e Cliques

Introduzindo nossa Nova Automação por Aberturas e Cliques

Produto & Design • 4 de agosto de 2016

Estamos muito felizes em apresentar o mais novo recurso de automação da nossa plataforma! Como usuário Benchmark, você já deve se familiarizar com nossas respostas automáticas. Este recurso permite que você envie uma sequência de emails com base em três ações diferentes: Quando um cliente se inscreve a uma lista Uma data que estiver conectada ao assinante, tal como seu aniversário ou outra data especial Uma data específica relacionada ao assinante Caso você ainda não tenha experimentado este recurso, use a opção de \"Quando um cliente se inscreve à lista\" que mencionamos acima, pois é uma das automações mais básicas e poderosas. Ela envia emails automaticamente aos novos assinantes assim que os mesmos se inscrevem. A resposta automática é o tipo de automação crucial e poderosa que iremos manter para nossos usuários, mas com um novo nome - \"Automação com base em Lista de Contatos\". Este recurso sempre foi e sempre será gratuito. Entendendo o Novo Recurso A fim de prover aos usuários mais opções para a automação por email, nós agora mudamos as Respostas Automáticas de lugar e as inserimos no \'escopo\' de Automações. Ao explorar a nova seção de automações, você irá notar que a primeira adição é baseada no engajamento por aberturas e cliques e consiste em 3 ações: Um assinante abre um email Um assinante clica em qualquer link de um email Um assinante clica em uma URL específica de um email Vamos observar como podemos usar estas ações para segmentar nossos assinantes. Por exemplo, se eu fosse dono de uma empresa de barcos, eu posso configurar uma automação para segmentar meus assinantes em dois grupos: Um que está interessado em barcos à vela, e outro que está interessado em barcos à motor. Após este recurso segmentá-los nestes dois grupos, eles poderão receber um conteúdo baseado em seus interesses automaticamente. Para fazer isso, eu iria primeiro enviar um email que contém um conteúdo sobre os dois tipos de barcos. Isto poderia incluir tais coisas como manuais, um artigo especial sobre um dos tipos de barcos, alguns dados baseados em pesquisas, um desconto em um produto, entre outras opções. Cada conteúdo do email estaria conectado a uma URL para meus assinantes clicarem. Eu usaria a opção mencionada acima de \"Um assinante clica em uma URL específica de um email\", para criar duas automações - uma que envie emails para os assinantes interessados em barcos à vela e outra que envie emails para aqueles que estão interessados em barcos à motor. Para começar a enviar um conteúdo específico para cada um dos dois grupos, eu selecionaria o email original que enviei e a URL que pertence a cada grupo. Este recurso irá então automaticamente enviar conteúdos específicos para cada uma das duas listas. Que tal algo mais simples? Aqui vemos outro exemplo usando a opção de \"Um assinante abre um email\". Digamos que eu tenha uma lista de clientes e quero que nossos mais engajados assinantes comprem meus produtos na promoção. No menu da automação eu posso selecionar a campanha que enviei aos meus assinantes e então configurar para que o email promocional vá apenas para aqueles que abriram minha primeira campanha. É bom notar que nossa ferramenta de \"Emails de Engajamento\" também tem o poder para segmentar assinantes. A diferença é que você os salva à listas ao invés de adicioná-los à uma automação por email. Estamos bastante ansiosos pelos recursos que ainda estão por vir e não vemos a hora de compartilhá-los com você ainda este ano! Até então, esperamos que você aproveite bastante nossas últimas adições à plataforma e queremos ver quão bem você as usa!


Ler Mais
Benchmark Email apresenta: o Mundo dos Negócios!

Benchmark Email apresenta: o Mundo dos Negócios!

Além do Email • 14 de junho de 2016

Sejam bem-vindos ao Mundo dos Negócios! Nesta primeira série de podcasts da Benchmark Email Brasil iremos desbravar juntos com diversos convidados o vasto mundo dos negócios e sobretudo explorar como o marketing digital tem acompanhado ele. Você já se perguntou quais são os benefícios do email marketing e por que ele pode ser um bom investimento para a sua empresa? Bem, em nosso primeiro episódio da série trouxemos alguém da casa para nos ajudar com essa e outras dúvidas. Matheus Alonso, gerente de vendas e suporte da Benchmark Email no Brasil, nos apresenta um pouco mais sobre o vasto universo do email marketing.


Ler Mais
Campanhas de e-mail e newsletters: 4 dicas para um bom texto

Campanhas de e-mail e newsletters: 4 dicas para um bom texto

Além do Email • 24 de junho de 2009

Quando você senta para escrever suas campanhas de e-mail e newsletters você sabe se está apelando para o lado emocional ou racional dos seus clientes? Você escreve em voz passiva ou ativa? Você utiliza técnicas básicas de escrita no marketing que, devido à sua eficiência, sobreviveram o passar dos anos? Se você não consegue responder estas perguntas, você deveria utilizar as 4 dicas abaixo para ter certeza que você está extraindo o melhor do seu e-mail marketing.   Direcione sua escrita aos desejos e necessidades emocionais do seu destinatário. É um fato: pessoas realizam compras com base na emoção, e não em fatos racionais e planilhas. Por exemplo: qual das situações abaixo soa mais convincente para se conseguir vender um sorvete? “Feito com morangos naturais, baixa quantidade de açúcar e de lactose, este sorvete é uma delícia e fácil de digerir.” Ou “Em um dia quente de verão nada melhor do que o sabor doce e cremoso do morango e do creme fresco.” Se você escolheu a segunda, você acertou. Busque na sua redação maneiras para melhorar a vida do seu cliente. Não se preocupe em montar uma lista de fatos pouco interessantes, ao contrário, montre-o como sua vida pode ser mais divertida e simples ao comprar o seu produto.   Faça uso da voz ativa. Usar a voz ativa significa eliminar palavras que tendem a diminuir a intensidade do que você tem a dizer e que tornam seu texto mais passivo. A voz ativa é como ir do ponto A direto ao ponto B, ao invés de passar pelo ponto C no caminho. Por exemplo: Voz Passiva O bilhete comprado permite o ingresso ao trem. O trem, por sua vez, irá levá-lo para Coney Island. Voz Ativa Compre um bilhete e pegue o trem para Coney Island. A segunda frase elimina as palavras que estendem o que você tem a dizer e que não acrescentam informações. Use a voz ativa em suas campanhas de e-mail e nas newsletters para manter seu cliente interessado. Quer mais um ponto positivo? Você também economizará espaço.   Defina o perfil de seu público alvo e escreva para ele Nem todos os destinatários são iguais, mas a maioria deles em qualquer lista possui características em comum. Faça uma lista destes atributos e escreva de uma maneira a atingir todos eles. Aqui vão alguns exemplos de possíveis atributos: Prático Prudente Atarefado Esperto Sábio Seus e-mails vão chamar mais atenção e gerar mais dinheiro se você escrever para o perfil dos seus clientes. Se você aproveitar essa habilidade, você certamente notará uma vantagem nas vendas.   Economize palavras. Para praticar a economia de palavras, escreva sua redação e analise-a de modo geral. Você pode eliminar determinadas palavras e ainda assim preservar o objetivo da mensagem? Você pode reorganizar frases para economizar espaço e tempo? Você está demorando para ir direto ao ponto? Tenha estas questões em mente quando escrever sua campanha. Faça uma revisão do seu texto com estas perguntas na cabeça. Faça alterações em seu texto para torná-lo mais objetivo e então você terá retorno dos seus investimentos e notará vantagens nas vendas.


Ler Mais
Frequência de E-mail Marketing: Envio Regular

Frequência de E-mail Marketing: Envio Regular

Além do Email • 11 de junho de 2009

A maioria dos especialistas de email marketing avisam contra o envio com muita freqüência ou mesmo muito raramente. Mas poucos se referem ao conceito básico da consistência em suas campanhas de email marketing. Em outras palavras, não enviar em uma base regular é o mesmo que enviar com muita frequência ou raramente. Imagine o e-mail marketing como um novo relacionamento entre duas pessoas. Se você ver a outra pessoa regularmente, você terá uma evolução no relacionamento. Você constrõe a confiança. As coisas sentem mais natural e normal. Mas se você a visitar duas vezes em uma semana, mas não aparece nos próximos dois meses, as coisas vão ficar um pouco estranhas, distantes. E é exatamente o mesmo com seus destinatários do e-mail de marketing. Então, como é que você faz? Como cria um plano que te dá segurança em enviar à uma base regular de envios? Temos algumas dicas para você, continue lendo: 1. Crie um calendário editorial Calendários editoriais são o que os editores e escritores de revistas usam para acompanhar o que estão fazendo meses ou semanas a frente. Como um marketeiro de email, você deve criar o mesmo tipo de calendário. Marque os dias em que pretende enviar seus emails. Agora, tente imaginar qual será o foco das suas mensagens nestes dias. Por exemplo, suponha que você tem uma papelaria. Você não sabe exatamente o que estará fazendo daqui a seis meses, porém provavelmente deve saber que passará por temporadas de casamentos, carnaval, páscoa e até mesmo de formaturas. Agende em seu calendário e terá sempre em mente quando precisa reunir as informações necessárias sobre o assunto para o seu email inclusive as imagens necessárias. 2. Aponte um guardião do boletim de notícias Gerir um negócio leva muito tempo, é por isso que muitos donos ou gerentes de empresas tem a tendencia de  colocar os boletins de notícias (newsletters) da empresa nas mãos de qualquer um que estiver menos ocupado no momento.  Mas ao não colocar seu boletim nas mãos de uma mesma pessoa a todos os momentos, você não somente estará lançando um produto diferente a cada email, como também estará aumentando as chances de que seu email seja enviado com irregularidade. Para combater este cenário, faça com que seu email seja a responsabilidade de somente uma pessoa. Deixe a pessoa passar por todo o processo do começo ao fim. Não somente essa pessoa fará com que seja enviado na hora certa, mas também terá certeza de que todos entreguem o que for preciso dentro do prazo certo (images, itinerários, informativos do produto, etc.) muito tempo antes que a campanha de email seja realmente enviada. 3. Tenha cópias sempre em mãos Comece a compilar uma cópia para seus boletins que podem ser usados a qualquer momento. Esta cópia pode incluir dicas em como usar um produto, ou até mesmo uma lista de ‘como fazer/usar’ que ajudam os destinatários a poupar tempo e dinheiro. A chave desta cópia é tê-la pronta para inseri-la quando estiver com pouco tempo e ainda precisa preencher espaço em sua campanha de email ou boletin de notícias da empresa. Então, como crio esta cópia? Todo dia, crie uma tarefa para si próprio. Pense emu ma dica em como poupar dinheiro, um fato ‘você sabia?’ sobre sua empresa, ou pode ser até uma maneira de os consumidores usarem algum produto ou serviço que eles talvez não tenham ouvido falar, previamente. Junte essas coisas e em um mês você terá pelo menos três ou quatro folhas de artigos ou dicas que poderá usar quando lhe aprouver. 4. Crie departamentos de emails customizados ou boletins de noticias Quebre sua newsletter ou email em seções. Sobre o que escreve todas as vezes? Novos recursos? Novidades gerais da indústria? Dicas? Quando tiver uma noção do que tem feito todas as vezes, você pode ajustar seu template de acordo, para que tudo o que precisar fazer ser jogar na seção apropriada o texto ou imagem focados no assunto especifico. A chave para este exercício é não reinventar a roda, mas inventar um sistema que o ajude a seguir o cronograma. Como um marketeiro de email, você quer uma rotina com a qual pode seguir, o tempo todo, mesmo até nas horas mais ocupadas do ano. Ao colocar essas medidas no lugar, você saberá adiantadamente quanto tempo precisará dedicar a cada newsletter, e exatamente o que é necessário tanto em texto quanto em imagem para manter suas campanhas no cronograma. Além de poder usar o recurso de agendamento de email, para que ele seja enviado na data que quiser. Aqui na Benchmark Email temos este recurso, conheça um pouco mais!


Ler Mais
1 2 3 4 5